Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




uma pessoa já andava a ressacar pelo verão e pelo tempo quente. fartos das lãs, das golas altas e dos casacos pesados.

depois enganam-nos com dias seguidos de sol e calor intenso e uma pessoa pensa: assim sim, agora é manter o calorzinho assim até outubro, pode ser?!

e agora que começa a primavera, volta tudo ao mesmo. frio, chuva, vento.

quer dizer, faz-se uma festa no dia 20, toda a gente fala da chegada da primavera e que bonito que é. os miúdos contam os dias, fazem desenhos de flores e e joaninhas e depois temos de lhes explicar que afinal na primavera também chove e faz muito frio. voltam as camisolas quentinhas e os casacos, volta a pôr o capuz na cabeça para não apanhar frio e chuva. tudo protegido que nós não queremos ninguém doente.

não há direito! os pequenotes ficam baralhados e nós voltamos a andar tristes e deprimidos sem o sol.

 

2017-03-22.png

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sentia-me bem enquanto arrumava tudo. Cada babygrow, cada fatinho, cada manta feita pela avó e cada fralda bordada por mim, no tempo em que ainda tinha tempo para essas coisas. Sentia-me bem, com uma certa nostalgia confesso, mas sem AQUELAS saudades. Sem as saudades dos meus bebés serem bebés. Sem as saudades dos cheirinhos bons, da minha barriga, de os sentir dentro de mim, de dar maminha e adormecer sempre. Estou curada, pensei. Estou curada de bebés, já posso fechar a fábrica e seguir em frente.

 

Bonito texto, certo? O texto é meu mas não é sobre mim. Ainda não estou nessa fase, ainda não estou curada de bebés. Vêm aí bebés na família e amigos próximos. Encontro-me nos últimos dias a arrumar coisinhas de bebés e coisas de grávidas e dou por mim a reviver tudo. É tudo como se fosse ontem. Sei as roupas de cor, os tamanhos, como usar, o que fazer. Ainda tenho os apontamentos dos cursos que fiz e as anotações de quando o Gonçalo nasceu (o Pedro já não teve direito a nada, como quase sempre acontece com os segundos filhos). Conclusão, dou por mim ainda a sonhar com mais um pequenino, presa a um ideal de três filhos. Esqueço-me que três filhos é para campeões. Esqueço-me que eu já desespero tantas vezes só com dois. Esqueço-me que a gravidez não é fácil, que a minha última não foi fácil. Esqueço-me que pesa em todos os sentidos. Esqueço-me que não tive daqueles filhotes que só comem e dormem. Esqueço-me que os meus filhotes nunca dormiram a noite toda em bebés (ainda hoje sabe Deus!) Esqueço-me da angústia que é ouvi-los chorar e não saber porquê ou o que fazer mais. Esqueço-me do que é ouvi-los chorar ao mesmo tempo e não conseguir chegar aos dois (às vezes chegar para os dois). Esqueço-me da dor que é levá-los ao hospital e ouvir as palavras “vai ter de ficar”. E os meus ficaram os dois ainda não tinham três meses. Esqueço-me que o dinheiro vai esticando mas é só até um certo ponto. Esqueço-me que eu não tenho ordenado. Esqueço-me que já se acabaram as fraldas aqui em casa, de vez. Que já não há cadeiras altas e talheres e pratos especiais para bebés. Esqueço-me que essa fase já passou e que isso é espetacular. Esqueço-me de tudo e só me lembro que como são docinhos. Como cheiram bem. Como mamam e dormem ao colinho. Como é bom ter um bebé novo, a estrear. Vou-me lembrando enquanto arrumo tudo em caixinhas e saquinhos. Vou-me lembrando quando deito os meus filhotes com a mesma música de quando estavam na barriga. Vou-me lembrando cada vez que pegar nos sobrinhos que hão vir ao colo. E vou deixando a fábrica em stand by e seguindo em frente.

 

nota: este texto foi escrito em outubro do ano passado. agora que os bebés já cá estão decidi publicar mas não contem com novidades nos próximos tempos. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

16 de março

22.03.17

assim de repente, num só dia ganhei três novos sobrinhos. novinhos a estrear!

um sobrinho "de verdade" filho do mano mais novo e dois sobrinhos "emprestados" filhos de amigos. três rapazes, três sobrinhos do coração.

nasceram todos no dia 16 de março e estão todos bem (assim como as mães e os pais). são os três grandes, fortes e lindos de morrer.

 

16 de março foi um grande dia. foi um daqueles dias que nunca mais se esquece. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

idiota como eu sou, aqui há uns tempos pensei "e se aproveitássemos o dia de carnaval para dar um pulinho à serra da estrela com os miúdos?!"

desde os tempos longínquos em que viam o ruca non stop que eles falam em ver a neve. ora, se estamos no inverno, se o inverno é a estação da neve, se o ruca está sempre na neve e se todos os desenhos do inverno têm neve, por alma de quem é que nesta terra não neva?

 

chegado o dia de carnaval preparámo-nos para a viagem e para o frio e lá fomos nós.

tínhamos uma única missão definida. nada de grandes expectativas, pois já sabemos o que é que a casa gasta - vamos lá, vemos a neve, fazemos um boneco de neve, brincamos um bocadinho e está feito. se tivermos sorte de ver nevar, melhor, se não nevar, amigos na mesma. 

 

agora passados todos estes dias faço o balanço da viagem. o que é que aprendemos com a nossa viagem à serra da estrela:

 

1. a neve é fria. esta eu já sabia. e também já sabia que eu não gosto do frio e que ia estar o tempo todo a desejar voltar para o carro quentinho. o que eu não sabia era que os putos também não são grandes apreciadores. principalmente quando há gelo associado ao frio e vento gelado associado ao frio e chuva gelada associada... vocês percebem. e principalmente o pedro. o pedro não gosta nada nada do frio e passou o tempo todo com as mãos na cara para se proteger do vento.  

 

2. o gonçalo enjoa. é oficial! grandes viagens com curvas e altitudes, dvd ou livros ou tablets no carro para este rapaz não dá. já tivemos alguns acidentes em andamento, daqueles cujo odor continua por muitos dias. desta vez aqui a mãe ninja, no último segundo antes da desgraça, sacudiu o pacote dos pães-de-leite atirando-os pelo ar e conseguiu um belo saco para vómito. 

 

3. levar cenouras a mais. como disse, só havia uma coisa que era obrigatório fazer: um boneco de neve. além dos gorros, das botas e das luvas, preparámos um kit boneco de neve. olhinhos, cachecol, botões, bracinhos e claro, uma cenoura para o nariz. a poucos metros de parar para fazer o dito boneco, a pergunta que faltava. "esta cenoia é de comer?" "e posso comer?" seguida de um "eu também quero cenoura!!" "sim, podem comer mas só um bocadinho, porque a cenoura é para o boneco de neve!". conclusão: o mais novo entusiasmou-se e ficámos com 3 cm de nariz.

 

4. o dia que escolheres vai ser o pior. pode ser o mês de fevereiro ou agosto. pode até ser o mês mais quente do ano mas o dia em que decides ir à serra vai ser o dia mais frio do ano. chuva, vento e frio com esta família é garantido. quando quiserem ir à serra perguntem-nos antes se nós também vamos para saberem que tempo vão apanhar.  

 

5. os meus filhos são iguais aos outros todos. sejam 20 ou 200 quilómetros eles vão o caminho todo a perguntar falta muito?, intercalado com já chegámos? o gonçalo ainda dá um descanço e adormece, mas o pequenote não desiste. até chegar ao destino o macaco não dorme.

 

6. é muito lindo mas não é para mim. aqui em casa já combinámos que só voltamos à serra quando nos esquecermos desta, quando for o pico do verão ou quando o gonçalo deixar de enjoar. 

 

tirando isto foi tudo muito bom.

20170228_132254.jpg

20170228_132241.jpg20170228_132219.jpg

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

os fins-de-semana passam a correr. todos sabemos disso. há que aproveitar este tempo precioso.

os meus os meus filhotes aproveitam bem o seu tempo. todos os minutos contam.

é por isso que eles aproveitam até as pausas forçadas para brincar e conversar. como eu sei disso, para mim já é normal dar com os dois muito animados nos sítios onde menos se espera. 

20170121_122251.jpg20170121_122311.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


ana m.

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D