Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




incrível como a realidade consegue superar a ficção. todos os dias vemos disto, eu sei, mas há notícias que nos deixam de boca aberta. ou como dizia a outra com a alma parva e o espírito despenteado. não imagino (nem quero fazer tal exercício) o que será ter problemas suficientes para nos levar a pensar em acabar com a própria vida. menos ainda o que leva um indivíduo a pegar na vida de outros 147 e atirá-la contra uma montanha. não se percebe, a sério.

 

também fica muito difícil perceber como é que alguém acha que a melhor forma de resolver um problema – que só existe na sua mente fraquinha – é matar alguém com dois tiros na cabeça. não entender que os outros são como são, fazem o que bem entendem e deverão ter todo o direito de existir como tal, é uma coisa. propor uma lei que resolva o problema aos tiros é elevar o doentio a um patamar totalmente novo. o que assusta mais aqui é imaginar que existem outros como este advogado que estariam dispostos a votar a favor de uma coisa destas. a notícia é esta.

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Imagem de perfil

De marrocoseodestino a 27.03.2015 às 10:27

Da ultima noticia ainda não tinha ouvido...nem sei o que dizer.
Estará tudo a ficar louco?
A morte assusta-me imenso e como atualmente o mundo está cheio de loucos capazes de matar ainda me faz sentir mais assustada.
Viajei uns dias antes deste ultimo avião cair, mas tinha caído um outro mais pequeno onde morreu uma portuguesa (não tenho a certeza se no Uruguai), o que me vez ir no avião a pensar se aquele iria chegar inteiro. Não gosto de voar, fico sempre ansiosa, mas ultimamente as viagens são frequentes. Certo que poderia atravessar de barco, mas tenho também medo da agua.
Sou assim...sem emenda!
Imagem de perfil

De ana m. a 28.03.2015 às 11:39

acredite, de barco não vai muito melhor. além do avião continuar a ser o mais seguro, o ultimo ano foi o que teve menor número de acidentes, apesar de tudo.

Comentar post



ana m.

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D