Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




calorzinho bom

27.07.16

escrevia eu em maio que aqui por estas bandas o normal é termos um verão fresquinho. fresquinho que é como quem diz cheio de vento. não aquela brisa fresca, agradável, ou aquele ventinho quente saboroso.

não. fresquinho tipo vento norte, a 20 ou 30km hora, um frio filha da mãe. ora, eu fartinha da nortada típica do mês de agosto em alcochete, vim parar a uma terra que consegue ser 10 vezes pior.

mas dizia eu em maio que o normal era haver quatro dias de verdadeiro verão em aguçadoura… cinco no máximo. e agora dou por mim a ter dias maravilhosos de verão e, pasmem-se! dias maravilhosos de verão durante o fim-de-semana!! nem acredito!

já foram bem mais de cinco dias, já lhe perdi as contas. no fundo eu já sabia que ia ser assim. quando publiquei aquele comentário tinha uma certa esperança que o universo entrasse numa de “ai é?! tás a gozar comigo a dizer que o verão aí é fraquinho. ora toma um verão espectacular, para saberes quem é que manda!” eu já estava à espera disto. só não queria admitir para não estragar tudo.

assim, aproveito para pedir desculpa ao universo e agradecer muito estes dias. melhor melhor, só com mais cinco graus na temperatura da água, mas também não vamos abusar.

 

(sim, a nossa praia é maravilhosa e temos sempre espaço com fartura. aqui temos fotos tiradas às 20h com 28º. melhor é impossível.)

20160716_182115.jpg20160716_182137.jpg20160716_182158.jpg20160716_194549.jpg20160716_194608.jpg

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

um piolho com 3 anos e meio!

eu avisei para terem cuidado e guardarem as vossas filhas que este menino ia ser fresco. é possível que tudo se tenha passado nesta mesma casinha de brincar, mas não venham agora culpar a mãe por ser má influência. 

quem resiste a estes olhinhos? 

20160723_171755.jpg20160723_171835.jpg

ontem, durante o jantar.

pedro (saído do nada):  - sabes mamã. hoje no parque da escola sentei-me ao lado da margarida da minha sala.

eu: - boa, filho. e então estiveram a brincar? estiveram a conversar os dois?

pedro: - não!!! estivemos a dar beijinhos.

risada geral à mesa. foi impossível controlar.

eu (a ver se não me engasgava com a comida de tanta vontade de rir): - a sério?! estiveram a dar beijinhos? e onde eram os beijinhos, pedro? eram na cara, na bochecha (e aponto)?

pedro: - não mamã, eram da boca.

gonçalo (com ar de nojo): - blhec!! beijinhos na boca!

depois de uma pequena pausa.

eu: - ok. está bem. oh pedro e a margarida gostou?

pedro: - sim.

 

(melhor assim. não sei quem é que teve a iniciativa mas o importante é deixar a miúda satisfeita)

Autoria e outros dados (tags, etc)

palavras para quê... é o verdadeiro artista !!!

 

isto é o tipo de coisas que acontecem aqui por casa - o dente, a cabeça e agora o braço - mas que só acontecem ao Gonçalo.

uma jogada mais violenta no futebol em casa da avó resultou numa fissura do rádio e uma história para contar. ah, e claro quatro semanas de chatice com gesso no braço. tudo o que uma criança de cinco anos precisa no pico do verão.

 

o rapaz não tem sorte. partiu o braço na véspera de começar a praia da escolinha e durante duas semanas viu o irmão ir todos os dias. e todos os dias com sol e calor (o ano passado choveu uma semana inteira).

 

apesar de tudo tem corrido muito bem. adaptou-se muito bem ao gesso, adaptou-se melhor ainda a ficar no trabalho do pai e da mãe, nunca teve dores e quase não tem comichão.  

 

mas são quatro semanas de gesso, sem volta a dar. por isso o melhor é aproveitar como se pode. tivemos a nossa primeira ida ao cinema. com uma luva de plástico e película aderente à volta do braço, temos aproveitado os fins-de-semana espectaculares de praia. e com a ajuda dos amigos da escola transformámos o gesso numa obra de arte.

 

até o cãozinho teve direito a gesso para lhe fazer companhia.  

20160705_082134.jpg20160705_082141.jpg20160720_183227.jpg20160720_183310.jpg20160720_183347_001.jpg20160720_183357 (1).jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


ana m.

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D