Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




olá eu sou a Ana, tenho 33 anos e tenho piolhos. pronto está dito!

 

verdadeiros piolhosos anónimos, ninguém gosta de admitir que apanhou piolhos. mas como eu não tenho grandes problemas com isso, partilho aqui mais esta maravilha que vem com a maternidade.

 

no primeiro episódio de bichezas capilares do Gonçalo eu, deslumbrada com tamanha novidade, estava pronta a reportar tudo aqui neste cantinho. mas do outro lado do telefone ouvia a minha mãe “oh filha, não escrevas nada sobre isso, coitadinhos dos meninos”. lá está o pudor em falar destas coisas. mãezinha está descansada que eu não vou escrever sobre os piolhos dos putos aqui na internet, eu agora também apanhei e vou só falar dos meus.

 

no meu caso foram precisos 33 anos e dois putos no infantário para eu apanhar piolhos pela primeira vez, segundo conta a minha mãe. e assim este fim-de-semana fomos todos corridos a desparasitante e pente metálico. dois dos rapazes só por prevenção, já que não há bichinhos que lhe peguem. e eu fui corrida a lavar tudo e mais alguma coisa a altas temperaturas. sempre bom!

 

agora já está tudo calmo e limpinho mas só a escrever isto já me deu aqui umas coceiras na cabeça. medo!

Autoria e outros dados (tags, etc)


8 comentários

Imagem de perfil

De Charneca em flor a 27.03.2015 às 11:38

O comentário da tua mãe continua a ser a regra. As pessoas continuam a ter vergonha de falar de piolhos. Eu sou farmacêutica e, quando aparecem utentes com problemas desses, arranjam mil e uma maneiras de pedirem o que querem. É quase tão difícil como comprar preservativos. Não, já é mais fácil comprar preservativos ;).
Sossega a tua mãe porque ter piolhos não é, de modo nenhum, sinal de falta de higiene. Já dizia a minha professora de parasitologia, "os piolhos gostam é das cabeças bem lavadas". Nós também não gostamos de andar num chão sujo, pois não? Ter piolhos é tão natural como ser picados por melgas ou mosquitos. No entanto, não deixa de ser um problema de saúde e, infelizmente, há famílias que não tratam as crianças. Espero que os teus meninos não voltem a apanhar e tu também não.
Boa sorte.
Imagem de perfil

De ana m. a 28.03.2015 às 11:32

era bom que fosse caso único mas depois desta já tivemos outra. e cheira-me que não ficamos por aqui. estamos a ficar pros da coisa.

Comentar post



ana m.

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D